Operação Cela Aberta

Polícia Civil cumpre cinco mandados no Presídio Regional de Pelotas

Agentes da Polícia Civil localizaram mais de 50 estoques - facas artesanais -, celulares, drogas - cocaína e maconha - e cinco cadernetas com anotações do tráfico de drogas

11 de Abril de 2018 - 16h56 Corrigir A + A -

Por: Giulliane Viêgas
giulliane.viegas@diariopopular.com.br

Facas artesanais, drogas, celulares e cadernetas com anotações do tráfico de drogas foram apreendidos pela Polícia Civil (Foto: Polícia Civil)

Facas artesanais, drogas, celulares e cadernetas com anotações do tráfico de drogas foram apreendidos pela Polícia Civil (Foto: Polícia Civil)

Investigações apontaram ligação com criminosos de Canguçu. (Foto: Polícia Civil)

Investigações apontaram ligação com criminosos de Canguçu. (Foto: Polícia Civil)

Agentes da Polícia Civil cumpriram cinco mandados de busca e apreensão nas celas da galeria B, do Presídio Regional de Pelotas (PRP). A ala é dominada por uma das organizações criminosas que disputam o domínio do tráfico de drogas na cidade.  As ações são uma continuidade da Operação Cela Aberta, deflagrada no mês de fevereiro no município de Canguçu em que foram cumpridos 66 mandados de busca e apreensão e 31 de prisão preventiva. Na operação, 31 pessoas foram presas e dois adolescentes apreendidos. 

Investigações apontaram ligações e ramificações do grupo que disputa o tráfico de drogas com criminosos de Canguçu. Durante o cumprimento das ordens judiciais em cinco celas do PRP, os agentes da Polícia Civil localizaram mais de 50 estoques - facas artesanais -, celulares, drogas - cocaína e maconha - e cinco cadernetas com anotações do tráfico de drogas. De acordo com a titular da Delegacia de Canguçu, Lisiane Mattarredona, nas celas em que os mandados foram cumpridos estavam os alvos da investigação da Operação, em Pelotas.

No período das investigações que durou um ano a polícia apreendeu drogas de vários tipos. Ficou constatado que os líderes da associação criminosa mandavam ordens do interior do Presídio de Canguçu. 

Aguarde mais informações


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados