Demanda

Oferta maior faz cair preços das novas TVs

Os prazos também agradam consumidores; gerentes de lojas confirmam redução de até 20% em alguns modelos

27 de Março de 2018 - 12h35 Corrigir A + A -

Por: Maria da Graça Marques
graca@diariopopular.com.br 

Mercado. Marcas e polegadas diferentes determinam uma variação de preços. (Foto: Gabriel Huth - DP)

Mercado. Marcas e polegadas diferentes determinam uma variação de preços. (Foto: Gabriel Huth - DP)

Troca. Carlos Alves explica por que a tv nova é a preferida pelo cliente. (Foto: Gabriel Huth - DP)

Troca. Carlos Alves explica por que a tv nova é a preferida pelo cliente. (Foto: Gabriel Huth - DP)

David Pons, motoboy, morador nas Três Vendas, pesquisou os preços e encontrou o aparelho de tv de led para o quarto da filha Bruna. Os prazos também agradaram ao consumidor, que aproveitou uma redução nos preços, confirmada pelos gerentes de até 20% em alguns modelos.

Oferta maior do produto, em razão da Copa do Mundo, que ocorrerá no mês de junho na Rússia, é a principal justificativa, segundo Aldo Dias, e supera a da expectativa de troca do sistema analógico, o atual na região de Pelotas, pelo digital, anunciado para dezembro deste ano.

A procura maior é mesmo para a Copa e em média, os preços caíram 10% em relação ao ano passado, com os fabricantes oferecendo volume maior de produtos ao varejo brasileiro. Segundo o vendedor e gerente eventual Carlos Alves, são vendidos entre 15 e 20 aparelhos nas segundas-feiras e nos sábados - nos demais dias, entre cinco e dez.

Na hora da compra do aparelho, os argumentos dos clientes são semelhantes. “Dizem que a tv já é antiga e a qualidade não é a mesma”, conta Alves. Já a procura pelo aparelho conversor da imagem analógica para a digital é pequena, embora seu custo médio seja de R$ 100,00. “Eles compram uma tv nova”, confirma o vendedor.

Mas e os preços? Com 32 polegadas, em HD, as TVs são encontradas a partir de R$ 1 mil. Com 65 polegadas, custam, em média, acima do R$ 6,8 mil, e com 55, de R$ 4,4 mil. Os novos aparelhos com a nova tecnologia 4K, ultraled, contribuíram também para a queda de preços dos modelos HD convencionais, lembra o subgerente Jeferson Gonçalves.

Comparando os preços, um aparelho de 40 polegadas em HD custava ontem R$ 2 mil, enquanto em 4K, seu preço chegava a R$ 2,6 mil - 23% mais caro, explica Gonçalves. A resolução 4K, no entanto, ainda não está disponível, segundo Gonçalves.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados