Cristianismo

Campanha da Fraternidade começa nesta quarta

Tema estabelecido pela CNBB é Fraternidade e superação da violência

13 de Fevereiro de 2018 - 08h30 Corrigir A + A -
Irmã Luciane sugere que a comunidade aproveite a refletir sobre   o tema (Foto: Paulo Rossi - DP)

Irmã Luciane sugere que a comunidade aproveite a refletir sobre o tema (Foto: Paulo Rossi - DP)

Termina o Carnaval, chega a Quarta-feira de Cinzas e com ela, para os cristãos, inicia-se o período da quaresma e, para os católicos, a Campanha da Fraternidade. Na edição de 2018, o tema estabelecido pela Conferência Nacional de Bispos do Brasil (CNBB) é Fraternidade e superação da violência. O lema é Vós sois todos irmãos, do evangelho de Mateus (23,8).

A coordenadora da pastoral da arquidiocese, irmã Luciane Piovesan, comentou que a escolha foi feita por ser pertinente devido aos dados gritantes das mais diversas formas de violência no país. A partir disso, em Pelotas foi formada uma comissão arquidiocesana e o tema foi apresentado à sociedade no dia 15 de dezembro.

A abertura oficial da Campanha da Fraternidade ocorrerá às 18h30min desta quarta-feira, na Catedral Metropolitana de Pelotas. Dentro do planejamento, está prevista uma audiência pública na Câmara de Vereadores, ainda em fevereiro, para debater a questão.

A campanha ocorre dentro do período da Quaresma até à Páscoa. A irmã Luciane resume que a Quaresma é um tempo de conversão em oração para o povo cristão. São três os pontos principais a serem considerados nesta época, sendo eles a esmola, o jejum e a oração, com os três podendo ser aliados ao tema da campanha.

A oração seria para questionar-se sobre como converter-se a partir deste tema e levar a proposta de paz adiante consigo. O jejum, lembra a irmã, não se trata só de alimento, podendo ser qualquer tipo de abstenção. “Pode abster-se de violência, do palavrão, do xingamento…”, resume. Já a esmola significa a partilha, e pode ser dada a partir da passagem adiante dos ideais propostos pela campanha. “Tudo isso ajuda a aprofundar o sentimento da Quaresma”, lembra a irmã.

Para a comunidade interessada em participar da promoção da campanha, pode fazê-lo procurando o secretariado diocesano, no Instituto de Menores Don Antônio Zattera, ou pelo telefone 98103-9078.

Com o objetivo de promover uma cultura de paz, a CNBB inclusive lançou um curso online para preparar melhor as equipes na promoção da iniciativa. Serão oito vídeos voltados a padres, diáconos, coordenadores pastorais diocesanos, agentes pastorais e lideranças da igreja, todos dentro da temática da prevenção à violência.

Inclusão de todos, por todo o ano
A Campanha da Fraternidade não se dará apenas durante a Quaresma. A Comissão Arquidiocesana da Campanha da Fraternidade definiu um subtema para cada mês a ser abordado dentro da ideia global. Visando discutir ações possíveis na comunidade, diversos setores da sociedade serão levados para o centro da discussão.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados