Tecnologia

Maioria das escolas municipais utilizam plataforma digital

Khan Academy oferece ferramentas criadas especialmente para os alunos

10 de Janeiro de 2018 - 18h41 Corrigir A + A -

Por: Tânia Cabistany
taniac@diariopopular.com.br 

Parceria com a Fundação Lemann possibilita o uso (Foto: Jô Folha - DP)

Parceria com a Fundação Lemann possibilita o uso (Foto: Jô Folha - DP)

Em 32 das 60 escolas municipais de Ensino Fundamental já funciona o Khan Academy, o maior site para aprender matemática do mundo. Oferece videoaulas e mais de 300 mil exercícios completamente gratuitos, que podem ser acessados a qualquer hora do dia, atualmente por mais de cinco mil alunos em Pelotas.

Segundo estima o secretário de Educação, Arthur Corrêa, até o final do governo a prefeitura pretende estar com a ferramenta instalada em no mínimo 80% dos educandários. O investimento é de mais de R$ 2 milhões.

Corrêa explica que a parceria com a Fundação Lemann disponibiliza a ferramenta para o aprendizado de matemática. A Khan Academy foi criada em 2006 pelo educador americano Salman Khan e oferece ensino personalizado, na medida em que reconhece as habilidades que o aluno domina e as que ainda precisa praticar. Além disso, o professor tem acesso imediato ao desempenho de seus alunos, podendo identificar as dificuldades deles.

O secretário enfatiza que aprender matemática dessa forma faz com que a disciplina deixe de ter o peso grande que tem. Propicia um aprendizado mais leve e chama a atenção do aluno. No próximo ano a Fundação Getúlio Vargas deve anunciar o resultado do estudo realizado em 2017 sobre os reflexos do uso do Khan Academy em sala de aula, no que se refere à facilidade de aprendizagem.

Os espaços onde já funciona a ferramenta são equipados por computadores novos, adquiridos em 2016. Foram comprados 300, entre computadores de mesa e notebooks. O ambiente é adequado ao aprendizado e conta com ar condicionado. Isabele Vieira, 10 anos, aluna do Colégio Municipal Pelotense, gostou de mexer no site, o qual rapidamente dominou. Resolver as questões em exercícios apresentados pelo computador é, conforme a menina, bem melhor do que escrever.

A Khan Academy oferece ferramentas criadas especialmente para os alunos. Na sala de aula, o professor pode acessar o site e acompanhar o processo de aprendizado de cada aluno em tempo real, verificando quais aulas foram assistidas e quantos exercícios foram completados. Através da ferramenta “replay” é possível ver o raciocínio do aluno nas atividades, deixando claro quais foram as dificuldades enfrentadas, explica o próprio site.

A partir desse diagnóstico, o professor saberá qual a melhor forma de ajudar cada um, tanto pessoalmente quanto através da recomendação de videoaulas e exercícios no próprio site. “Eles acabam fazendo muito mais atividades em um tempo menor e o site personaliza suas habilidades. Isso faz com que a gente possa passar as atividades de acordo com o que precisa”, comenta a professora Tatiane Christi. No Pelotense é usado nos terceiros e quintos anos.

Alunos podem acessar de casa
Qualquer estudante pode criar seu perfil individual para aprender os mais variados conceitos de matemática em uma plataforma que funciona como um jogo. Além de oferecer videoaulas e exercícios em português, o site incentiva a dominar habilidades para ganhar pontos e conquistar medalhas. Ainda segundo a professora, os alunos podem inclusive acessar de casa. Os pais são informados sobre o trabalho para que tenham conhecimento do que os filhos estão aprendendo no computador.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados