Sucesso

A nova rainha entre nós

Fenômeno do sertanejo, Marília Mendonça faz show na quinta-feira na 91ª Expofeira de Pelotas

12 de Outubro de 2017 - 15h44 Corrigir A + A -

Por: Redação
web@diariopopular.com.br

 Cantora se destacou após compor para 
outros artistas (Foto: Divulgação - DP)

Cantora se destacou após compor para outros artistas (Foto: Divulgação - DP)

O sertanejo atual é das mulheres, não importa a resistência de duplas masculinas. Nomes como Maiara & Maraísa e Simone & Simaria lideram o gênero atualmente falando de angústias, desejos e causas femininas - e de todos os seres humanos, é possível dizer. Existe até mesmo uma nova rainha, sucedendo a figura histórica e por vezes solitária de Roberta Miranda. É Marília Mendonça, o grande nome do estilo musical mais forte atualmente no país. A moça é a atração festival da 91ª Expofeira Pelotas, com show a ser realizado na quinta-feira na Associação Rural.

Marília cresceu em Goiânia, um dos berços da música sertaneja, ao que teve o primeiro contato com o gênero ainda na infância, no coral da igreja, vindo a compor a partir dos 12 anos - Minha herança, nome dado à primeira canção, foi gravada por João Neto & Frederico dois anos depois, em 2009. O sucesso a fez seguir o caminho de outras mulheres dentro do cenário: servir como uma espécie de ghost writer para artistas como Cristiano Araújo, para quem escreveu É com ela que eu estou, e Henrique & Juliano, que gravaram Até você voltar e Cuida bem dela.

Marília aos poucos foi deixando os bastidores. Em 2015, então com 20 anos, ela apareceu fazendo participação nas músicas A flor e o beija-flor e Impasse, de Henrique & Juliano. No mesmo ano, o protagonismo emergiu de vez e a artista lançou o primeiro DVD, com direção musical de Fernando Trevisan, o Catatau. Lançado pela Som Livre, o trabalho foi aclamado pelo público, alcançando o topo das paradas brasileiras iTunes Album Chart e TOP 20 Semanal ABPD impulsionado pelas canções Infiel, quinta canção mais executada em rádios durante 2015, e Eu sei de cor, maior hit da cantora até aqui - a música liderou a Brasil Hot 100 Airplay em 2016.

A boa recepção - além das rádios e da vendagem de discos, Marília teve suas canções muito ouvidas através do YouTube - rendeu à sertaneja o apelido de Rainha da Sofrência e o lançamento do segundo DVD, Realidade, gravado em Manaus. Paralelamente a esse trabalho, ela seguiu compondo para outros artistas como Lucas Lucco, Joelma, Jorge & Mateus, Wesley Safadão, Maiara & Maraísa, Matheus & Kauan, Fred & Gustavo, Zé Neto & Cristiano e César Menotti & Fabiano.

Desde então, Marília Mendonça se consolidou no grupo dos maiores nomes do atual sertanejo. Se começou com uma média de 15 shows por mês, hoje a cantora faz cerca de 25 e já tem mais de três bilhões de visualizações em vídeos do YouTube, além de cinco milhões de inscritos.

Outras atrações
A 91ª Expofeira Pelotas realiza também na sexta-feira o Fandango Universitário, evento de confraternização dos alunos de cursos com semana acadêmica a ocorrer durante o período da feira. São eles Veterinária, Zootecnia, Engenharia Agrícola e Engenharia Madeireira, da UFPel, e Engenharia Civil, Engenharia de Produção e Engenharia Mecânica, da Anhanguera. A festa ocorre às 23h e funciona como open bar com ingresso a R$ 55,00.

No sábado, último dia cultural da Expofeira, a diversão fica por conta de Guri de Uruguaiana.

O quê? show de Marília Mendonça na 91ª Expofeira Pelotas

Quando?  quinta-feira, às 21h

Onde? parque Ildefonso Simões Lopes (avenida Fernando Osório, 1.754)

Ingressos esgotados


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados