Crescimento

Mais otimismo com a reação do consumidor

Lojistas estão mais otimistas, segundo o Sindilojas

11 de Outubro de 2017 - 18h01 Corrigir A + A -

Por: Maria da Graça Marques
graca@diariopopular.com.br 

As muitas opções encantam as crianças  (Foto: Jô Folha - DP)

As muitas opções encantam as crianças (Foto: Jô Folha - DP)

Com uma reação dos consumidores, que desde sábado procuram opções de presentes para o Dia da Criança, os lojistas estão mais otimistas, diz o presidente do Sindicato do Comércio Varejista (Sindilojas), Gilmar Bazanella. Principalmente o setor de brinquedos está mais movimentado, conta o comerciante.

“A previsão é que se atinja os 4%”, avalia o presidente, citando a projeção de aumento das vendas para a data neste ano, em comparação com o Dia da Criança de 2016. Na hora de pagar a conta do presente, 48% têm preferido utilizar a modalidade à vista, ficando os 62% restantes para o uso de cartões.

Segundo Bazanella, a expectativa do varejo pelotense é de que as confecções e os calçados entrem na relação de presentes para a criançada, acompanhando os brinquedos. Nesta quinta-feira (12), Dia da Criança, feriado em homenagem à padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida, o comércio pelotense ficará de portas fechadas, mas na sexta-feira e no sábado a venda de presentes deve continuar, principalmente pelos consumidores que viajarão no feriadão.

A gerente Lucélia Stander estava satisfeita ontem à tarde na loja de brinquedos, mas explicou que o movimento de clientes estava abaixo do ano passado, assim como as vendas. “Eu vejo que eles compram presentes bons, mas só para os de casa. No ano passado, eles enchiam os carrinhos”, diz Lucélia.

“O Dia da Criança não aconteceu ainda. No ano passado, tinha fila até a escada”, lembra o gerente. Na fila do empacotamento, a atendente de lancheria Francine da Cunha esperava pelos presentes das filhas Thaila, de nove anos, e Marina, de sete. Será uma surpresa, embora Francine tenha escolhido de acordo com o gosto delas.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados